Boas práticas de SEO: confira como otimizar os artigos do seu blog

Provavelmente você já ouviu falar em SEO (Search Engine Optimization). É um conjunto de técnicas que tem como objetivo tornar o seu site mais escaneável para os mecanismos de busca. Utilizando boas práticas de SEO, você pode fazer com que seu site chegue ao topo das pesquisas do Google. Mas afinal, como aplicar isso na prática? É o que você descobrirá neste artigo!

Spoiler: no final do artigo tem um infográfico bem legal ilustrando as dicas!

O que são boas práticas de SEO?

São tidas como boas práticas as técnicas que auxiliam os buscadores a compreenderem o seu conteúdo sem que ele seja penalizado. Sim. Existe uma penalização feita pelo Google, já que a intenção do buscador é mostrar resultados relevantes e muita gente utilizava técnicas que iam na contramão dessa prática.

Acontece que anos atrás, para escolher as páginas que seriam exibidas no topo de uma pesquisa, o Google analisava quantas vezes a palavra que foi pesquisada aparecia no artigo. Por exemplo: se alguém digitasse “bolo de chocolate”, os artigos que continham esse termo em certas partes do conteúdo, seria ranqueado.

O problema é que se alguém escrevesse sobre futebol e inserisse o termo “bolo de chocolate”, o conteúdo também poderia aparecer. Além disso, muita gente inseria as palavras-chave várias vezes nos artigos, deixando os textos artificiais com intuito somente de ranquear o site.

Haviam ainda os espertinhos que duplicavam conteúdo e trocavam apenas algumas palavras e várias outras práticas nada boas, conhecidas como black hat. Mas o Google é o Google, não é mesmo? Ele logo tratou de inserir atualizações que pudessem resolver essa falha.

O mecanismo agora é tão inteligente que não pesquisa somente as palavras-chave. Ele verifica diversos fatores, incluindo relevância, palavras do mesmo campo semântico das palavras-chave, autoridade do site, entre outras técnicas.

Conheça os motivos de penalização

Existem diversos fatores que podem levar a penalização, incluindo:

  • duplicação de conteúdo
  • excesso de repetição da palavra-chave
  • palavras-chave sem relação com o contexto

Existem ainda as práticas que não são consideradas black hat, mas que empobrecem o SEO. Entre elas estão: escrever conteúdo raso, prolixo e pobre, sem relevância, site desatualizado, entre outras. As penalizações variam, mas elas incluem a perda de várias posições no ranqueamento e até a desindexação da página ou do site do motor de buscas.

Por isso, é importante estar atento às regras, o que na verdade não é tão difícil. Você só precisa escrever um conteúdo que realmente seja relevante para a sua audiência, original e bem formatado, como você verá a seguir.

Produza conteúdo relevante

O conteúdo relevante é aquele que oferece valor para o seu público. Se você criar vários artigos falando sobre a sua empresa, como ela funciona, quais prêmios ela ganhou e informações semelhantes, você acha que isso de fato atrairia alguém para o seu site?

Quando as pessoas utilizam os motores de busca, elas procuram informações, seja sobre produtos ou serviços. Por vezes, ela nem sabe qual é o problema e não está pesquisando por uma solução específica.

Exemplo:

Uma clínica odontológica oferece diversos serviços, mas dificilmente alguém digitará “como fazer uma obturação” por exemplo. Provavelmente, a pessoa pesquisará algo do tipo “como aliviar a dor de dente”.

Se essa clínica tem em seu blog um artigo com “5 dicas para aliviar a dor de dente” e nele explicar que a obturação pode ser necessária, como ela funciona e outras informações relevantes, provavelmente esse leitor clicará no artigo. Está dado o primeiro passo, pois o usuário descobriu o site da clínica.

Caso ele ache interessante o conteúdo, veja que existem outras informações que o interessa e estabeleça uma relação de confiança, existem grandes chances de que ele entre em contato para saber como agendar uma consulta.

Nem sempre isso acontece tão rápido, por isso o conteúdo do seu blog precisa ser vasto e você deve investir também na captação e nutrição de leads. Mais uma dica: adapte a linguagem de acordo com o sua buyer persona.

Veja se ela deve ser formal, informal, se aceita gírias ou não. O blog não tem regra pré-definida quando se trata da linguagem o importante é que ela estabeleça uma relação com o seu público.

Utilize as palavras-chave da forma correta

Como dito anteriormente, o Google pune as empresas que forçam demais a palavra-chave ao longo do texto. O seu artigo deve ser feito pensando primeiro no leitor e não nos mecanismos. A ocorrência das palavras-chave deve ser feita de forma natural e você também pode inserir sinônimos. Os buscadores são bem inteligentes, eles conseguirão identifica o contexto.

Ainda assim, existem algumas sugestões que podem otimizar o seu SEO quando se trata da inserção da palavra-chave. Ela deve aparecer no título, na URL, em ao menos um subtítulo e no último parágrafo.

Formate o seu artigo

Os espaços em branco do seu site ajudam a deixá-lo mais atraente para leitura. Dessa forma, nada de colocar grandes blocos de texto. Eles são visualmente cansativos e podem fazer com que o usuário não sinta vontade de ler o seu artigo.

Deixe os textos divididos em parágrafos pequenos, com cerca de 3 a 4 linhas. Utilize bullets e marcadores quando necessário e deixe em negrito as palavras e termos importantes que você deseja destacar.

Divida o artigo em intertítulos para que, ao abri-lo, o leitor consiga fazer um breve escaneamento do assunto e decida se quer ou não ler mais atentamente — por isso é importante criar bons subtítulos.

Selecione uma imagem para o seu texto, mas lembre-se de escolher uma que tenha relação com o tema abordado. Utilize bancos de imagens gratuitos (Pexels, Pixabay, Freepik, etc.), pois não é porque você consegue fazer o download de qualquer imagem, que você pode utilizá-la. Você não quer ter problemas com direitos autorais, não é mesmo?

Divulgue o conteúdo

Com o conteúdo finalizado, chegou a hora de publicá-lo e divulgá-lo. As redes sociais são a melhor forma de distribuir seu conteúdo, pois elas possuem um grande alcance e, se o leitor achar que o conteúdo é relevante, ele pode compartilhá-lo.

Escolha a rede social pensando na seguinte pergunta: quais redes sociais a minha buyer persona utiliza? Facebook, Instagram, Twitter, LinkedIn, Pinterest, Google+? Com base na resposta, comece a estabelecer a sua presença também nos canais escolhidos.

Gostou do conteúdo? Que tal salvar este infográfico super legal para memorizar as boas práticas de SEO? Aproveite e curta a minha página no Facebook para ter acesso a outros artigos sobre o universo maravilhoso do marketing de conteúdo!

Infográfico Boas práticas de SEO

Comentários

Deixe aqui seu comentário!

Estudante de Letras, apaixonada por escrever. Especializada em marketing de conteúdo, estou no segmento há mais de 3 anos.
Post criado 16

2 comentários em “Boas práticas de SEO: confira como otimizar os artigos do seu blog

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Relacionados

Comece a digitar sua pesquisa acima e pressione Enter para pesquisar. Pressione ESC para cancelar.

De volta ao topo
WhatsApp Fale comigo pelo WhatsApp!
%d blogueiros gostam disto: