Namoro x Carnaval: será que realmente são tão opostos?

hidradenite supurativa
5 mudanças na minha alimentação que ajudaram a controlar a hidradenite supurativa
22 de novembro de 2018
fumaça
Quando tudo se vai com a fumaça
18 de março de 2019
Show all

Namoro x Carnaval: será que realmente são tão opostos?

namoro-carnaval

Para muitos, namorar no carnaval é bobagem e perda de tempo, pois a festa está associada a folia, beijo na boca, bebedeira e curtição. Há quem evite namorar antes da data para poder curtir, outros terminam o relacionamento antes para aproveitar e ainda tem os espertinhos que vão escondidos dos parceiros.

No entanto, será que realmente o carnaval é uma festa tão oposta assim aos relacionamentos ou isso é apenas um conceito popular que as pessoas encaram como verdade? É o que eu resolvi abordar neste artigo. Continue a leitura e analise alguns pontos comigo!

É hora de pensar no conceito de relacionamento

namoro-carnaval

Você provavelmente já deve ter visto algo sobre o relacionamento ser uma prisão que consiste em abrir mão da diversão. Cá entre nós: você concorda com isso? Relacionamentos — estou falando aqui sobre os monogâmicos — são complexos e realmente exigem que você abra mão de conhecer e se relacionar com outras pessoas, mas, geralmente, quando duas pessoas embarcam nessa aventura juntos, é porque estão dispostas a isso.

Se você acha um sacrifício ter de deixar de beijar bocas de estranhos, talvez deva realmente pensar se está mesmo afim de estar em um compromisso. E você que acha que seu esquema está te enrolando para te pedir em namoro depois do carnaval, pense se vale a pena aceitar.

Confiança é essencial

namoro-carnaval-2

Se você já namora e não curte o Carnaval ou não pode ir por algum motivo, mas seu namorado(a) está afim de ir com os amigos, não pense que isso é o fim do mundo. Apesar do que dizem, esta é uma festa como outra qualquer e ele/ela pode querer ir apenas para se divertir e dançar.

Mesmo porque, quando o outro está disposto a trair, fará isso no Carnaval, na casa do amigo, no trabalho ou em qualquer outro lugar. Bebida e festa nunca serão motivos para justificar este ato. Se isso acontecer, encare como um sinal da vida te dizendo pra cair fora.

Por outro lado, o excesso de ciúmes pode ser causado por insegurança e traumas de outras experiências. É importante avaliar se os seus sentimentos são reflexos da sua bagagem emocional. Caso sejam, é preciso que trabalhe isso, pois, por vezes, o outro não tem culpa e esse tipo de emoção pode destruir um relacionamento que tinha tudo pra dar certo.

Casal que se diverte junto tem futuro

Por que não aproveitar os dias de folga e curtir todas junto com o mozão? É uma ótima oportunidade de conhecer os amigos, dar muita risada e viver momentos incríveis ao lado de quem você ama. Tem gente que faz até fantasia combinando, eu, particularmente, acho o máximo.

Ao invés de reclamar, dizer que Carnaval é chato, ruim, etc. use sua energia pesquisando por bloquinhos que tenham a ver com você. Em grandes cidades como SP tem de tudo, de blocos de axé a blocos LGBT e até bloco emo, é só procurar que um deles vai te agradar.

Separa o protetor solar, sua garrafa d’água, a fantasia e se joga!

E você, o que acha do Carnaval? Concorda comigo ou tem outra opinião? Deixe a sua resposta nos comentários!

*Este post faz parte do meu portfólio, se você tem um blog e precisa de artigos, conheça também meu site profissional e entre em contato comigo!

Karina Oliveira
Karina Oliveira
Formada em Letras, apaixonada por marketing digital, café, gatos e pelo meu filho lindo. Gosto de compartilhar conhecimentos e dividir experiências.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

%d blogueiros gostam disto: