Precisamos falar sobre ciúmes

Se apega sim!
11 de fevereiro de 2016
O que diria Shakespeare?
4 de abril de 2016
Show all

Precisamos falar sobre ciúmes

 

É comum ver nas redes sociais muitas imagens retratando o ciúmes excessivo como engraçado ou mesmo normal. Tanto que tomei a decisão de escrever esse texto, afinal, não é normal fazer essas coisas que vocês estão fazendo não, hein? Deixa eu contar um segredo: o relacionamento precisa de confiança e se não tem, como ele vai durar?


Vou colocar aqui algumas imagens que tenho visto circular nas redes sociais. Essas em específico retirei da página “Namorada Sinistra” e o negócio lá é sinistro mesmo.

 

Uma reflexão importante para as mulheres

Moças, vocês já perceberam que desde pequenas nós escutamos que as outras mulheres são rivais e que precisamos cuidar da pessoa que está com a gente se não vem outra e pega? Sabe o que eu acho muito errado? Ninguém falar sobre o cara que na verdade não deveria dar mole para uma mulher quando ELE é comprometido.
E se você realmente acha que “homem tem esses instintos”, desculpa, mas você foi enganada. Eles têm é um costume muito errado usar essas desculpas para justificar a falta de caráter. Se a menina deu em cima do seu namorado SABENDO que ele é comprometido, ela também está errada, mas pode simplesmente uma vítima, sabia?
Da mesma forma que o homem se acha machão ficando com outras mulheres, algo nessa sociedade esquisita diz que as mulheres que conseguem “tomar o cara da outra” é porque ela é melhor. Agora pensa um pouco: o que é que ela “pegou pra ela”? Um cara sem o menor senso de fidelidade e que provavelmente fará a mesma coisa com ela assim que possível? Isso se eles realmente ficarem juntos, né?
De verdade, as meninas que pensam assim devem se desconstruir, porque o mundo não deve rodar em torno da conquista do homem, muito menos quando eles são comprometidos. Mas enquanto a moça que tem essas ideias não percebe isso, é importante que você entenda que o maior errado da história toda é ele.
Então, antes de brigar com a outra que deu em cima do seu namorado, brigue com ele, porque ele também quis. “Ah, mas ele não resistiu a ela”, amiga, quantos homens bonitos existem mundo afora? Você vai sair beijando todos eles enquanto está comprometida? Porque os homens não têm essa mesma noção? Reflita.

https://media.giphy.com/media/Ngy9fUgL44upW/giphy.gif

Ciúmes ajuda a evitar a traição?

Essa pergunta deveria ser realmente respondida por você para você mesmo, independentemente da sua sexualidade. Será que seu ciúme vai evitar que a traição aconteça? Obrigar a pessoa a ter que excluir todas as “possíveis ameaças” do Facebook, WhatsApp e qualquer outro meio, vai adiantar?
Talvez até dificulte, afinal a pessoa vai ter mais trabalho para esconder, mas evitar não vai mesmo. Isso porque vai ter um dia que você não estará colado no celular ou a pessoa vai inventar uma desculpa para chegar mais tarde, ter um compromisso com uns amigos e você não pode ir, entre outras desculpas possíveis.
No final, você nunca saberá se a pessoa está inventando uma desculpa ou não. Por isso, é impossível ter um relacionamento saudável enquanto ainda se tem muito ciúmes. E por mais que seja difícil assumir isso, o ciúme vai destruir seu relacionamento aos poucos.

love-1179726_1280

Ministério da saúde adverte: ciúmes exagerado destrói vidas

Sabe aquele passeio com seus amigos que a pessoa não te deixa ir sozinha (o)? E aquela roupa que você não pode usar? O batom que te deixa vulgar? Amigos que você não pode conversar? Se você se identifica com isso, atenção! Pode ser um relacionamento abusivo. E se você faz isso com a pessoa com quem está, você pode estar fazendo um relacionamento ser abusivo.
Não seja ingênuo, não é fácil reconhecer que você é abusivo ou que seu relacionamento é abusivo. Se fosse, não tinha tanta gente nessa situação. A gente dá desculpas como: “ah é insegurança, isso vai mudar”, “ah, mas a gente só gosta de sair juntos”, “quero evitar brigas, assim é mais fácil”. Tudo balela, vai por mim.

https://media.giphy.com/media/BmLWBjYJhYDq8/giphy.gif

Sabe tudo isso aí que eu falei? Você não precisa acreditar em mim. Mas crie o hábito de REFLETIR sobre as coisas que te falam, sobre suas ações e sobre como você enxerga o mundo. Não fique acreditando que sabe tudo sobre tudo. Nem eu mesma sei. Aliás, se alguém que porventura ler esse texto se sentir incomodado com alguma coisa, esteja à vontade para me falar, contanto que seja um comentário CONSTRUTIVO. Ofensas sem sentido serão lidas (é inevitável) e ignoradas. Mas eu adoro responder comentários viu gente?
Ah e não esquece também curtir a nossa página do Facebook, por lá também rola muitas coisas legais!

 

Karina Oliveira
Karina Oliveira
Formada em Letras, apaixonada por marketing digital, café, gatos e pelo meu filho lindo. Gosto de compartilhar conhecimentos e dividir experiências.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

%d blogueiros gostam disto: